sábado, 5 de maio de 2012

Quando descobri a magia de Nárnia...



Olá narnianos e narnianas!
Como estão? Espero que bem. =)

Estou aqui para compartilhar com vocês a primeira vez em que tive contato com a magia existente em “As Crônicas de Nárnia”.
Isso aconteceu em 2005, aos 17 anos, quando fui assistir  “O leão, a feiticeira e o guarda roupa” no cinema. Esse foi meu primeiro passo para me tornar uma narniana, foi quando nomes e palavras como “Nárnia”, “Aslam”, “Jadis” e “irmãos Pevensies” começaram a fazer parte da minha vida.


Lembro- me de ter ido assistir o filme em um cinema perto do meu cursinho pré-vestibular com uma das minhas melhores amigas. O cinema era meio antigo e por isso uma parte do teto tinha caído deixando um pouco do céu exposto, mas nada disso tirou a sensação mágica que aquele momento propiciava.
Compartilhei da mesma sensação que nossa querida Lúcia teve ao descobrir Nárnia pela primeira vez, senti todo o carinho e hospitalidade do Sr. e Sra. Castor, voltei a acreditar em Papai Noel, reverenciei Aslam em toda a sua majestade, me arrepiei ao ouvir seu rugido e chorei com sua morte pelas mãos da feiticeira Jadis.
A batalha contra o exército de Jadis, o fim dos 100 anos de inverno em Nárnia e a coroação dos grandes reis e rainhas de Nárnia Pedro o Magnífico, Susana a Gentil, Edmundo o Justo e Lúcia a Destemida, são momentos que deveriam ter sido aplaudidos de pé por todos que estavam no cinema.
Um fato engraçado, e curioso, é que 5 anos depois dessa experiência, fui ao cinema assistir “A viagem do Peregrino da Alvorada” em 3D com essa mesma amiga e estava chovendo. Começamos a rir imaginando se isso tivesse acontecido no passado, naquele cinema “quase sem telhado”, com certeza teríamos tomado chuva. Mas tudo isso valeria a pena, pois estaríamos fazendo isso “POR NÁRNIA E POR ASLAM!”.

Colaboradora: Evelyn Véras


2 comentários:

Eu não vi LFGR no cinema, mas tb me marcou muito.

nossa evy que legal ,essa história...
é muito magico mesmo *-*

Postar um comentário